COVID – 19 (CORONAVÍRUS): INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS

Alerta sobre as indicações de tratamento

Boletim Epidemiológico Cecom Nº 02 – COVID-19 

Cartilhas com orientações para o convívio seguro

Coronavírus – COVID19 – atendimentos na área de saúde da Unicamp

Higienização das mãos com álcool gel

Higienização das mãos com sabão

Protocolo de atendimento – casos suspeitos de COVID-19

Protocolo de testagem de sintomático respiratório no Cecom – COVID-19

Recomendações Isolamento Domiciliar – casos positivos COVID-19 Moradia Estudantil

Recomendações Isolamento Domiciliar no geral – casos positivos COVID- 19 

Retorno das atividades presenciais do CECOM

O que é COVID-19?

COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo SARS-CoV-2, um coronavírus, recentemente descoberto durante um surto de síndrome respiratória aguda grave, em Wuhan, China, em dezembro de 2019. Em 11 de março de 2020 a COVID-19 foi caracterizada pela OMS como uma pandemia.

Quais são os sintomas?

Os sintomas iniciais da COVID-19 mais comuns são:

  • Cansaço

  • Febre

  • Tosse seca

  • Dor de cabeça e no corpo

  • Dor de garganta

  • Congestão nasal e coriza

  • Perda do olfato e paladar

Outros sintomas menos comuns:

  • Diarréia

  • Conjuntivite

  • Erupções cutâneas

Sintomas graves:

  • Falta de ar

  • Perda da fala

  • Dor no peito

Como é transmitido?

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque do aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador, etc.

Medidas de Proteção

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão (link), ou então higienize com álcool em gel 70% (link).

  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.

  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.

  • Mantenha uma distância mínima de 1,5 a 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.

  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.

  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.

  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.

  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.

  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa.

  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.

  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável.

  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.

Definição de contato:

É qualquer pessoa que esteve em contato próximo a um caso confirmado de COVID-19 durante o seu período de transmissibilidade, ou seja, entre 02 dias antes e 10 dias após a data de início dos sinais e/ou sintomas do caso confirmado:

  • Esteve a menos de um metro de distância, por um período mínimo de 15 minutos, com um caso confirmado;

  • Teve um contato físico direto (por exemplo, apertando as mãos) com um caso confirmado;

  • É profissional de saúde que prestou assistência em saúde ao caso de COVID-19 sem utilizar equipamentos de proteção individual (EPI), conforme preconizado, ou com EPIs danificados;

  • Seja contato domiciliar ou residente na mesma casa/ambiente (dormitórios, creche, alojamento, dentre outros) de um caso confirmado.

Onde procurar atendimento?

CECOM disponibiliza, para membros da comunidade Unicamp (docentes, alunos e funcionários), atendimento médico nas situações de agravo agudo à saúde (Pronto Atendimento), sem necessidade de agendamento prévio.
O atendimento ocorre de segunda à sexta-feira das 7h00 às 17h30min, priorizando-se os pacientes com sintomas respiratórios.
Ao chegar na recepção da Clínica Médica, retire uma senha, coloque a máscara disponível no local e dirija-se imediatamente a um dos atendentes.

Aos finais de semana e fora do horário de atendimento do CECOM, procurar a Unidade de Emergência Referenciada (UER)/HC – UNICAMP

Como é realizado o atendimento de casos suspeitos de COVID-19 no CECOM?

Os pacientes com sintomas sugestivos de COVID-19 são atendidos no Pronto Atendimento do CECOM.

O atendimento inicial é realizado em consulta com o enfermeiro, que classifica o risco do paciente, baseado nos dados obtidos na anamnese e exame físico. Caso o paciente se enquadre nos critérios de definição de caso suspeito de COVID-19, o enfermeiro realiza a notificação do caso suspeito no sistema informatizado “Notifica Saúde do Ministério da Saúde” e, se estiver dentro do prazo específico para a coleta de RT-PCR (3 a 7 dias do início dos sintomas), o paciente é encaminhado para realizar a coleta. O RT-PCR é um exame/teste em que se coleta a saliva e a secreção do nariz do paciente, utilizando um cotonete específico para esse procedimento.

Após a coleta do RT-PCR, o paciente passa em consulta com o médico, em que é avaliado e fornecido o atestado médico, o termo de isolamento para os contatos domiciliares e, se necessário, são prescritos medicamentos.

Todos os pacientes, que realizam o exame de RT-PCR para COVID-19 no CECOM, são informados sobre o resultado via telefone e se o paciente desejar poderá recebê-lo, também, de forma eletrônica.

Para os casos negativos, um profissional de saúde habilitado realiza o contato, para informar sobre o resultado do exame e verificar se houve a melhora dos sintomas. Caso o paciente permaneça sintomático, o mesmo é orientado a retornar para avaliação médica no CECOM.

Testei positivo para COVID-19 no CECOM, o que fazer?

A partir do resultado positivo inicia-se o trabalho da Vigilância Epidemiológica do CECOM.

Os pacientes que testarem positivo para COVID-19 são informados sobre o seu resultado, via telefone. A ligação é realizada por um dos membros da equipe do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do CECOM (NVE/CECOM), responsável por esta atividade que realiza o monitoramento do caso, para saber como está evoluindo a doença e prestar orientações cabíveis.. Durante a ligação são esclarecidas as dúvidas com relação ao isolamento, cuidados com os familiares e no domicilio, afastamento das atividades de trabalho/estudo, critérios de retorno ao trabalho, entre outras.

O paciente COVID-19 positivo deve permanecer afastado de suas atividades de trabalho/estudo pelo período de 10 dias a partir da data do início dos sintomas, caso o atestado inicial não contemple esse período, um novo afastamento é providenciado e entregue ao paciente de forma eletrônica.

Os pacientes pertencentes aos grupos de riscos (com comorbidades) são monitorados diariamente e os pacientes sem comorbidades são acompanhados a cada 48 horas, exceto aos finais de semana e feriados.

Após o término do período de isolamento ou finalizado os sintomas, os pacientes são considerados curados. Caso o paciente apresente piora do quadro, em qualquer período do acompanhamento, o mesmo é orientado a procurar o CECOM ou outro serviço de saúde.

Além disso, a Vigilância Epidemiológica realiza o rastreamento dos contatos no ambiente de trabalho/estudo, conforme preconiza o Ministério da Saúde, para orientações e encaminhamento para a testagem (servidores assintomáticos) ou atendimento médico (servidores sintomáticos).

Contato para esclarecimentos de dúvidas

Telefone: (19) 3521-7400

e-mail: coronavirus@unicamp.br

Links úteis:

https://coronavirus.saude.gov.br/

http://portal.anvisa.gov.br/coronavirus

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/index.html

http://www.saude.sp.gov.br/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica-prof.-alexandre-vranjac/

https://play.google.com/store/apps/details?id=tip.labs.tip_care (Avisu – Android)

https://apps.apple.com/br/app/avisu/id1534953747 (Avisu – Iphone)

https://avisu.unicamp.br/ (Avisu – Site)