Novembro Azul | Participe da Palestra “Saúde do Homem”

Novembro Azul | Participe da Palestra “Saúde do Homem”

Novembro Azul | Participe da Palestra “Saúde do Homem”

Novembro Azul | Participe da Palestra sobre a Saúde do Homem!

Diversos estudos têm demonstrado que os homens morrem mais precocemente que as mulheres e não costumam fazer os exames preventivos. Doenças cardiovasculares e violência urbana (homicídios e acidentes de trânsito) são as principais causas de morte entre os brasileiros, segundo dados do Ministério da Saúde.

A maneira com que os homens lidam com a saúde no Brasil é uma questão cultural. Há certa resistência em cuidar da saúde de forma preventiva. Isso gera, consequentemente, um gasto maior por parte dos sistemas de saúde e maior sofrimento físico e emocional, tanto para o paciente, quanto para a sua família.

Para prevenir as doenças e ter uma boa saúde é preciso conhecer melhor os fatores de risco e também quais são os exames preventivos que devem ser feitos.

Estudos comprovam que os homens são mais vulneráveis às doenças, especialmente as enfermidades graves e crônicas. Essa ocorrência está ligada ao fato de que eles recorrem, menos frequentemente do que as mulheres, aos serviços de atenção primária e procuram o sistema de saúde quando os quadros já se agravaram.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de próstata também está entre as causas mais frequentes de mortes masculinas.  O câncer de próstata é a neoplasia maligna mais frequente do homem e é importante causa de morbidade e mortalidade em todo o mundo e o Brasil é um dos países com maior incidência deste tumor maligno.

Nas últimas décadas tem havido aumento de sua incidência, mas sua mortalidade tem diminuído graças à detecção precoce da doença, quando ela ainda pode ser curada. Entre 1994 e 2006 houve uma diminuição anual de cerca de 4% na sua taxa de mortalidade e em torno de 40% nos últimos 15 anos.

Numa fase inicial, o câncer de próstata é totalmente assintomático, isto é, o paciente não sente nada e, quando começam os sintomas, em quase 90% dos casos o tumor já saiu da próstata e passou para outros locais (metástases).